Será que o Galaxy Tab encara o iPad?

03-09-2010 22:33

Galaxy Tab: edição de hoje da Folha de S.Paulo, direto de Berlim

BERLIM - Nem mesmo o show de TVs 3D pelos estandes da IFA 2010 consegue ofuscar um dos mais esperados anúncios da feira: o Galaxy Tab, da Samsung.

Com sua telinha de 7 polegadas e apenas 380 gramas de peso, o tablet vem causando mais filas do que a dos óculos 3D. A INFO também experimentou a novidade. Confira nossas primeiras impressões.

Rodando o sistema Android 2.2, o Galaxy tem uma interface intuitiva e sem complicações. É rápido transitar entre as diferentes aplicações. A navegação vai sendo feita pelos quatro botões localizados na parte inferior do tablet ou pelos comandos na tela touch screen. 

Ao abrir o browser, uma boa surpresa: sim, dá para rodar sites em Flash diferentemente do iPad, que sofre pela teimosia da Apple em exterminar essa tecnologia. 

A Samsung também atacou certeiramente mais um ponto fraco da Apple: a falta de câmera nos modelos atuais do iPad. Mas não colocou apenas uma. O Galaxy Tab vem com duas: uma no verso e outra na frente, para permitir videoconferência e autorretratos (algo em comum com o iPhone 4?). E detalhe: o Galaxy também funciona como telefone, em conjunto com um headseat Bluetooth. 

Nos primeiros testes já deu para ver que a tela de alta resolução impressiona na hora de exibir vídeos. Já a conectividade fica por conta do Bluetooth, Wi-Fi a/b/g/n e 3G, com capacidade para uploads a 5,76 Mbps (HSUPA) e downloads a até 7,2 Mbps (HSDPA). 

A biblioteca do Galaxy é chamada de Reader Hub e traz um menu com títulos de livros, revistas e jornais para serem comprados. Será que tem algo do Brasil? A boa surpresa é encontrar nove títulos nacionais. Entre eles estão a Folha de S. Paulo, o Estado de S. Paulo e o Valor Econômico.

Comprei a edição da Folha. O download demorou um pouco, porque a rede da feira estava congestionada. Mas pouco mais de cinco minutos depois, eu estava lendo a edição do dia, como mostra a foto aí de cima.

O Galaxy Tab deve chegar primeiro ao mercado europeu, no meio de setembro. Depois, desembarca nos Estados Unidos e na Ásia. A Samsung ainda não divulgou os preços. Pelos testes aqui na IFA, a empresa mostra que não entrou no jogo para brincar. A exemplo do que já acontece nos smartphones com o Galaxy S está aí, sim, mais um belo concorrente para a Apple.

Fonte: info.abril.com.br

Voltar

Procurar no site

Meiriana Almeida© 2011 Todos os direitos reservados.